Franca, 21 de Julho de 2019

Diocese de Franca

CNBB - Regional Sul 1

Retiro Anual do Clero 20/08/2017

Diocese de Franca – Sul 1

Aos vinte e um dias do mês de agosto, na Cidade de Brodowski – SP., deu-se início ao retiro espiritual do clero da Diocese de Franca, com a presença de Dom Eugênio Rixen, Bispo da Diocese de Goiás – GO, apresentado e acolhido junto ao clero de Franca por Dom Paulo Roberto Beloto.

Dom Eugênio, de origem belga, fez os estudos elementares e primários na Escola Municipal da La Calamine, sua cidade natal e os estudos secundários em Beauring, Ciney, Louvain e Theux, de 1956 a 1962. Em 1964 obteve o diploma de professor. Cursou Filosofia em Sint-Truiden, Diocese de Liège, Bélgica, de 1964 a 1966.

Fez Teologia na Universidade Católica de Louvain, como aluno do “Collegium pro América Latina”, obtendo a Licença de Ciências Morais e Religiosas. Foi ordenado sacerdote em 26 de julho de 1970. De1970 a 1972, frequentou o Instituto Superior de Pastoral e Catequese de Paris, França, especializando-se em catequese para crianças e jovens.

Ao longo da vida eclesial exerceu os seguintes ministérios: Vigário cooperador em Welkenraedt, Bélgica (1972-1979); animador da Catequese e da Pastoral da Juventude e professor de Catequese no Instituto de Catequese de Liège (1976-1979); Pároco de Sant’ana, em Araçatuba – SP (1980-1982); Pároco de Nossa Senhora Aparecida, em Promissão, Diocese de Lins (1983-1984); Reitor do Seminário Provincial “Sagrado Coração de Jesus”, em Marília (1985-1990); Coordenador diocesano da Pastoral da Diocese de Lins (1991-1992); Reitor do Instituto Teológico “Rainha dos Apóstolos”, em Marília (1993 – 1995).

Em 1996, toma posse como bispo auxiliar de Assis, de onde foi nomeado bispo de Goiás em 02 de dezembro de 1998, assumindo a diocese em 07 de fevereiro de 1999, permanecendo até os dias atuais. Como bispo de Goiás, Dom Eugênio mantém seu compromisso com as causas dos trabalhadores do campo, dos povos indígenas e dos migrantes. Ressalta-se ainda, sua luta pela saúde pública, pela educação e pelo trabalho com dependentes químicos que pode ser comprovada nas ações do Hospital São Pio X, do Colégio Imaculada Conceição e das Chácaras de recuperação, Paraiso e Bom Pastor. Fonte: Diocese de Goiás.

Em sua primeira abordagem, Dom Eugênio partilhou três aspectos importantes da Espiritualidade do Padre: 1) Uma profunda experiência com Deus; 2) Esta experiência não pode ser confundida com uma emoção passageira; 3) Esta experiência é antes de tudo uma escuta.

No dia seguinte, vinte e dois de agosto, Dom Eugênio em sua segunda colocação pela manhã, falou-nos sobre a Experiência de Deus, pautado no texto bíblico da Samaritana, de João 4, 4-12, exortando-nos a buscar “conhecer o dom de Deus”.

Na parte da tarde, na terceira colocação, Dom Eugênio explanou sobre a Espiritualidade da Cruz, baseado em Marcos 8, 22; 10, 52, que trata da cura dos dois cegos (um anônimo e outro – Bartimeu).

No dia vinte e três, na quarta-feira pela manhã, Dom Eugênio em sua quarta colocação, abordou a temática do Filho Pródigo, em Lucas 15, 11-32, e na parte da tarde explanou sobre a Eucaristia e Realização de Si e O Pão da Vida (Jo. 6, 1-71). Finalmente, na sexta e última colocação, no dia vinte e quatro pela manhã, Dom Eugênio falou-nos do Espírito Santo e a Missão.

A Liturgia do retiro foi preparada pelos padres das Foranias da Diocese, sendo: 21/08 – Forania Madre Rita Amada de Jesus; 22/08 – Forania Imaculada Conceição e Forania Nossa Senhora Aparecida; 23/08 – Forania São Joaquim; 24/08 – Forania Santa Gianna. Além das celebrações das Laudes, Hora Média e Missas, tivemos uma Celebração Penitencial, onde todos os padres puderam se confessar, e uma vigília de Adoração ao Santíssimo Sacramento, iniciada com a Missa no dia vinte e três à noite, encerrada na manhã do dia vinte e quatro com as Laudes.

O retiro foi marcado por uma profunda experiência de silêncio por parte de todos os padres – aspecto mencionado por Dom Paulo em seus agradecimentos na Missa no último dia. Em nossas orações, rezamos por toda a Diocese de Franca: paróquias, comunidades, todo o povo fiel e especialmente pelo nosso Brasil, por esta crítica situação política e econômica que temos enfrentado e que tem atingido tantos trabalhadores e os mais pobres da nossa nação.

Em nome do nosso Bispo Diocesano, Dom Paulo Roberto Beloto e de todos os sacerdotes da Diocese de Franca, agradecemos a todos os Diáconos Permanentes, Religiosos e Religiosas, Consagrados e Consagradas, seminaristas e todo povo fiel, que nestes dias estiveram em comunhão conosco através das orações.

Fraternalmente em Cristo Ressuscitado,

Pe. Ferdinando Henrique Pavan Rubio
Assessor Diocesano da Pastoral da Comunicação


Páginas:

12