Franca, 21 de Julho de 2017

Diocese de Franca

CNBB - Regional Sul 1

Características Gerais

Situação geográfica:  Norte oriental do Estado de São Paulo.

Limites:  Arquidioceses de Ribeirão Preto (SP) e Uberaba (MG) e Dioceses de Barretos (SP) e Guaxupé (MG).

Superfície:  6.634,5 km2

População:  623.106hab (IBGE 2014)

Densidade demográfica: 88,9 hab/km2

Municípios:  Aramina, Buritizal, Cristais Paulista, Franca, Guará, Igarapava, Itirapuã, Ituverava, Jeriquara, Nuporanga, Orlândia, Patrocínio Paulista, Pedregulho, Restinga,Ribeirão Corrente, Rifaina, Sales Oliveira, São Joaquim da Barra, São José da Bela Vista.

A Diocese de Franca foi desmembrada do território da Arquidiocese de Ribeirão Preto. Em 1930 foi feita a primeira tentativa de criação da diocese, e em 1942 a segunda. A terceira tentativa, que culminou na sua criação, teve início em 1967. Por instrução do Núncio Apostólico, dom Sebastião Baggio, foram iniciados os preparativos remotos, com a criação de novas paróquias, principalmente na cidade de Franca. Neste período era Arcebispo de Ribeirão Preto, dom Felício César da Cunha Vasconcellos.

Em 1968, o Conselho Presbiteral da Arquidiocese de Ribeirão Preto deu o parecer favorável à criação da nova diocese, e encaminhou o pedido formal à Comissão Episcopal do Regional Sul I, da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. No dia 8 de dezembro deste mesmo ano, por um decreto, que foi executado aos 2 de fevereiro do ano seguinte, foi criada a Vigararia Episcopal de Franca, abrangendo os seguintes municípios: Franca, Rifaina, Pedregulho, Cristais Paulista, Igarapava, Buritizal, Aramina, São José da Bela Vista, Ribeirão Corrente, Jeriquara, Restinga, Patrocínio Paulista e Itirapuã.

Na mesma ocasião foram nomeados: dom Bernardo José Bueno Leite Miele, Arcebispo-coadjutor de Ribeirão Preto, como Primeiro Vigário Episcopal e dom José Álvares Mácua, Prelado Emérito de Lábrea, como Segundo Vigário Episcopal. No dia 25 de fevereiro foi instalada a Sub-Cúria de Franca, tendo como Chanceler Frei José Pinto Ribeiro, OAR e como Procurador Frei Custódio Guimarães de Miranda, OAR. Após reunião com representantes de todas as Paróquias da Vigararia Episcopal, foi constituída a Comissão Central para a organização do patrimônio, que teve à frente, como presidente executivo, o Dr. Hélio Palermo, Prefeito da cidade de Franca.

No dia 17 de julho de 1969 foi adquirida a residência episcopal situada à Rua Campos Sales, 1416. Acolhendo o pedido de várias pessoas foram incluídos no projeto da futura Diocese os municípios de Guará, Ituverava, São Joaquim da Barra, Orlândia, Sales Oliveira e Nuporanga.

Depois de receber do Núncio Apostólico, dom Humberto Mozzoni,instruções mais precisas para a organização da Diocese, dom Felício e dom Miele levaram à Santa Sé o pedido oficial com data de 29 de marçode 1970. A criação da Diocese aconteceu no ano seguinte, no dia 20 de fevereiro, pela Bula papal Quo Aptius.

O primeiro Bispo foi dom Diógenes Silva Matthes, nomeado no dia 18 de março de 1971. Sua ordenação episcopal foi realizada no dia 11 de junho na Catedral Metropolitana de Ribeirão Preto. No dia 12 de junho, em cerimônia presidida por dom Bernardo José Bueno Miele, tomou posse da Diocese de Franca.